• Poloni.Trade

Tudo o que você precisa saber sobre wallets

Moedas digitais embora se diferenciem muito de moedas fiduciárias (fiat), principalmente em relação à regulamentação e vínculos (ou falta deles) com entidades financeiras estatais, possuem um elemento em comum: a necessidade de um lugar para serem armazenadas.

No caso das moedas fiat, são armazenadas em uma conta bancária e seu valor pode ser transacionado por meio de cheques, cartões de crédito ou débito ou até mesmo pelo pagamento com as moedas físicas em papel moeda. As criptomoedas, por sua vez, são armazenadas e transacionadas pelas wallets.

Acompanhe conosco e descubra tudo sobre as carteiras digitais.


O que são wallets?


Termo inglês utilizado para nomear as carteiras de criptomoedas. As wallets servem para armazenar e não apenas as criptomoedas de seu dono, mas também as chaves públicas e privadas que dão ao usuário o acessos aos registros da Blockchain de determinada criptomoeda e lhe permite transacionar as moedas em sua wallet.

As carteiras digitais são fundamentais para qualquer transação envolvendo criptoativos e funcionam como uma interface de usuário para o envio e recebimento de criptomoedas.


O que são chaves públicas e privadas?


A chave pública é uma chave que criptografa os dados da mensagem que está sendo enviada. Em se tratando de criptomoedas é o endereço público do usuário, conhecido por outros usuários da plataforma para o envio de criptomoedas. As chaves públicas fazem parte de um tipo de criptografia que utiliza duas chaves - uma pública e outra privada- para o envio da mensagem: uma para codificar e a outra para decodificar.

A chave privada realiza a decodificação da mensagem, sendo conhecida apenas pelo usuário que recebe as criptomoedas. Ela é simplificadamente falando, uma sequência aleatória de caracteres que permite modificar o saldo de uma wallet, funcionando tal como uma senha para a interface de transação de criptoativos do usuário (a wallet).

À medida que as carteiras digitais evoluíram, surgiram as carteiras HD (hierarchical deterministic), as quais geram uma frase inicial chamada seed words (semente), que se trata de 12 a 24 palavras aleatórias a serem memorizadas pelo usuário. Assim, caso a wallet seja roubada ou destruída, a chave privada pode ser reconstruída.


Tipos de wallets:


Existem diversos tipos de wallets, que podem ser agrupadas em dois grandes grupos. As Hot Wallets são carteiras que funcionam conectadas à internet, como as wallets desktop, mobile e web. As Cold Wallets são aquelas que não precisam estar conectadas à internet para serem lembradas, tal como as paper wallets a brain wallets e as hardware wallets.

  • Desktop Wallets: carteiras digitais que armazenam a chave privada no computador do usuário.

  • Mobile Wallets: carteiras que armazenam a chave privada no telefone celular do usuário.

  • Hardware Wallets: carteiras digitais que funcionam offline em dispositivos físicos eletrônicos. Deve estar conectadas ao computador ou dispositivo móvel para funcionar. Ex:Ledger Nano S, KeepKey, Trezor

  • Web Wallets: também chamada e-wallet, armazena as chaves privadas em um servidor conectado à internet, podendo ser acessada por diversos dispositivos.

  • Paper Wallets: carteiras físicas, de papel que podem ser feitas offline.

  • Brain Wallets: tipo de carteira na qual o usuário cria a sua seed words com palavras por ele escolhidas, ao invés de seguir o processo habitual em que as seed words são escolhidas aleatoriamente.

  • Multisig Wallets: exigem mais de uma chave privada para a aprovação de transações de criptoativos. Comumente usadas em serviços de custódia, que exigem 2 a 3 chaves privadas para autorizar a transação.

  • SVP Wallets: sigla que representa Verificação de Pagamento Simples. É um tipo de carteira digital que funciona mais rápido, pois não possuem uma cópia completa do Blockchain.

Agora que você está sintonizado aos principais conceitos sobre as Wallets, conheça mais sobre as principais altcoins do mercado.

0 visualização

© 2019 por Poloni.Trade