• Poloni.Trade

O que são Decentralized Exchanges?

As criptomoedas são um ativo digital que tem ganhado cada vez mais adeptos e estão conquistando grande espaço na vida das pessoas. Pelo lado positivo, isso faz com que setores de comércio, indústria e financeiro passem a considerar e a inserir os pagamentos digitais em seu cotidiano, bem como cria a possibilidade de novos negócios, tal como as Exchanges de criptomoedas.

No entanto, isto também representa um prato cheio para hackers que podem atacar serviços de corretoras de criptomoedas e wallets e provocar grandes prejuízos aos donos dos criptoativos e às companhias responsáveis por sua custódia.

Visando mudar esse cenário surgem as Decentralized Exchanges. Acompanhe o post e entenda mais sobre elas.


O contexto do surgimento das DEX


Antes da criação e popularização das Decentralized Exchanges, as transações de criptomoedas eram realizadas através de Exchanges centralizadas, ou seja, empresas que permitem que seus clientes troquem criptomoedas de um tipo por outro, ou mesmo por moedas fiduciárias.

Esse modelo faz com que o cliente renuncie à custódia de suas criptomoedas, pois elas são depositadas em uma carteira controlada pelo operador de bolsa da Exchange centralizada, que credita ao cliente um “saldo comercial”, ou seja, uma entrada em um banco de dados centralizado que é atualizado pelo operador conforme o cliente conclui suas negociações.

No entanto, a segurança desse modelo pode ser questionável, pois a não ser que a Exchange centralizada possua práticas perfeitas de segurança, ela está sujeita à ataques hackers ou falhas humanas que podem comprometer altas somas de dinheiro dos clientes em criptoativos.

Um exemplo disso é a Mt. Gox, exchange centralizada lançada em 2010 que sofreu ataques hackers em 2011 e 2014, sendo que o último ataque causou a perda de 850.000 BTC (cerca de US$ 480 milhões na época, o equivalente a mais de US$ 5,4 bilhões atualmente). O caso Gox teve um impacto tão grande na comunidade Bitcoin que culminou na criação do termo "Getting Goxed” para se referir ao dano causado pela exchange.


O que é uma Decentralized Exchange?


As Decentralized Exchanges ou DEX, para encurtar, são mercados de troca que não depende de serviços de terceiros para a retenção dos fundos do cliente. Nesse caso, as negociações são realizadas diretamente entre os usuários (peer-to-peer) através de um processo automatizado.

Este tipo de sistema pode ser criado com a utilização de tokens de proxy (ativos criptográficos que representam autorização ou mesmo uma criptomoeda), ativos (como por exemplo ações de uma empresa) ou através de um sistema de compromisso descentralizado no modelo multisig, ou seja, que demanda várias assinaturas para autorizar a negociação.


Benefícios das DEXs


O principal benefício das Decentralized Exchanges é a natureza “sem confiança” deste tipo de troca, ou seja, ela coloca os usuários à mercê de terceiros, obrigando-os a confiar na segurança e honestidade das trocas realizadas, pois os fundos são mantidos pelo próprio usuário e não por intermediários.

Outras vantagens das DEX estão na privacidade, pois os usuários não precisam compartilhar seus dados pessoais com ninguém e na disponibilidade, uma vez que a hospedagem das DEX é distribuída entre os nós envolvidos evitando inatividade do servidor.


Desvantagens das DEX


Embora as DEX apresentem muitos benefícios, elas também apresentam algumas desvantagens para seus usuários.

Um deles é a necessidade de que os usuários estejam online para que haja uma listagem de ordem para então ocorrer a transação, dessa forma os usuários precisam realizar ações, tal como sinalizar o recebimento de um pagamento.

Além disso, as DEXs possuem alguns recursos limitados em comparação às exchanges centralizadas, pois poucas DEXs apresentam recursos como negociação de margem, empréstimo e stop loss. Apesar disso, as DEX apresentam muitas vantagens em termos de privacidade e anonimato, quando comparadas à Exchanges Centralizadas.


Qual sua opinião sobre as Exchanges Centralizadas e as DEX? Compartilhe conosco!


Acompanhe nosso blog e descubra mais sobre os principais conceitos e novidades do mundo dos criptoativos.


Fontes:

Crypto Compare

Crypto Briefing

Coincenter

0 visualização

© 2019 por Poloni.Trade