• Poloni.Trade

InformCoins - principais notícias no universo dos criptoativos | 24/01/2020 a 02/02/2020

Kraken identifica falha de segurança em hardware wallet da Trezor


A empresa empresa Kraken Security Labs divulgou no dia 31/01/2020 que as hardware wallets Trezor One e Trezor Model T podem ser invadidas e ter sua chave privada extraída em apenas 15 minutos.

Segundo a Kraken, o ataque demanda a extração do chip Trezor e sua inserção tem um dispositivo especial caracterizado O ataque exige que o chip Trezor seja extraído e conectado em um "dispositivo de falha" que envia sinais em momentos específicos, interrompendo a proteção que impede que a memória do chip seja lida por algum dispositivo externo.

Este artifício possibilita ao invasor a leitura de informações críticas da wallet, incluído a seed da chave privada a qual, embora seja criptografada, foi decifrada pelos pesquisadores da Kraken em apenas 2 minutos.

Esta vulnerabilidade é provocada pelo próprio hardware usado pela Trezor o que significa que, para corrigir o erro, é necessário redesenhar a wallet e recuperar os modelos existentes.

A Kraken recomendou que os usuários da Trezor e KeepKey não permitam acessos físicos à suas wallets. Já a Trezor replicou que os ataques mostrariam sinais visíveis de violação e demandariam equipamento específico - o qual segundo a Kraken pode ser feito a partir de US$75,00.

Para proteção, a Trezor recomenda o uso de uma passphrase. A passphrase é uma senha adicional ao dispositivo que é escolhida pelo próprio usuário, ao contrário da seed. Além disso, a passphrase não fica armazenada no dispositivo, não podendo ser extraída em um ataque como esse.


Fontes:

Cointelegraph

Guia do Bitcoin - Notícia 1

Guia do Bitcoin - Notícia 2

Cointimes

Decrypt

Livecoins


Exchanges de criptomoedas ajudam vítimas do coronavírus


O coronavírus é a palavra da vez em Wuhan e no mundo. Solidários com as vítimas, empresas de criptomoedas e blockchain se comprometeram a ajudar. Liderados pela Binance, que prometeu doar 10 milhões de Yuans chineses (o equivalente a US$ 1,5 milhão ou R$ 6,3 milhões).

O anúncio da Binance foi feito pelo CEO Changpeng Zhao, e, 25/01/2020 pelo Twitter. Ele escreveu: “A Binance prometeu 10 milhões de RMB (US $ 1,5 milhão) (R$ 6.3 milhões) para ajudar as vítimas de #coronavírus. Não fizemos nenhum anúncio. Mas a equipe do BCF / Binance da [Binance Charity Foundation] está ocupada nos últimos dias. Ainda precisa de ajuda para organizar a logística localmente. ”

A empresa Kryptal, que presta serviços de marketing de blockchain, também prestou sua contribuição lançando esforços para a aquisição de suprimentos médicos para as vítimas do vírus. A empresa está recrutando voluntários para administração de grupos, realização de compra de material, gerência de triagem e transporte e profissionais da área do design gráfico. Além disso, a Kryptal anunciou seus planos de criar um sistema de doação usando blockchain.


Fontes:

Cointelegraph

Decrypt

Livecoins

Cointimes


Cidadãos suíços podem pagar impostos com Bitcoin


A cidade de Zermatt, na Suíça acaba de se tornar o segundo local no país em que os contribuintes são autorizados a pagar seus impostos com criptomoeda Bitcoin (BTC). Essa possibilidade é fruto de uma parceria entre as autoridades de Zermatt e a Bitcoin Suisse, empresa de serviços financeiros com criptografia.

Segundo a Bitcoin Suisse, Zermatt aceita BTC como forma de pagamento desde 28/01/2020 e será a responsável por converter o Bitcoin dos contribuintes em Brancos Suíços e transferir o valor para a conta do município. O pagamento pode ser realizado online ou através de dispositivos de ponto de venda da Bitcoin Suisse instalados na prefeitura de Zermatt. Porém, para pagar impostos com Bitcoin, os contribuintes terão que solicitar diretamente ao Escritório de Imposto de Zermatt uma solução de pagamento criptográfico.

Segundo Romy Biner-Hauser, o prefeito de Zermatt, esta nova opção de pagamentos busca atender o aumento da demanda por pagamento de impostos através de criptomoedas. Ele declarou: "Um espírito inovador e pioneiro é uma das marcas registradas de Zermatt, e é por isso que estamos felizes em apoiar os residentes no fornecimento das soluções necessárias."

A cidade de Zug foi a primeira na Suíça a aceitar pagamentos em Bitcoin em 2016.


Fontes:

Cointelegraph

Decrypt


Continue acompanhando semanalmente nossa coluna de notícias e esteja sintonizado com os principais acontecimentos do universo das cryptocurrencies.

0 visualização

© 2019 por Poloni.Trade