• Poloni.Trade

InformCoins - principais notícias no universo dos criptoativos | 13/01/2020 a 17/01/2020

Binance vai restringir acesso para usuários no Japão


A Binance, maior exchange de criptomoedas do mundo, está planejando limitar o acesso de usuários do Japão à plataforma. Segundo um comunicado publicado no portal de suporte da empresa, a Binance começará a restringir de forma gradual as transações para os usuários japoneses. No momento, esses usuários ainda têm acesso a todos os recursos disponíveis na plataforma.

As restrições da Binance não são novidade, uma vez que um caso semelhante aconteceu com os usuários dos EUA, que perderam o acesso à Binance.com, mas ganharam acesso a uma nova plataforma lançada no país, a Binance.US. Muito embora, a exchange global não tenha deixado claro se uma ação semelhante está em seus planos para o Japão.

Conforme comunicado do CEO da Binance, Changpeng Zhao, a exchange tem como objetivo principal para o ano de 2020 possibilitar o comércio de criptomoedas para 180 moedas globais.


Fontes:

Cointelegraph

Decrypt


Escritório suíço tokenizado é vendido por US$135 milhões


A empresa imobiliária de blockchain BrickMark, comprou uma propriedade na Bahnhofstrasse em Zurique, na Suíça, por US $ 135 milhões em BrickMark Tokens.

O edifício, localizado na principal rua do centro de Zurique foi tokenizado e vendido em 15/01/2020 em Blockchain.

A compra foi realizada com a emissão de tokens BrickMark lastreados em títulos que representam ações de propriedade do imóvel. Estes tokens são baseados em Ethereum e, segundo empresa, estão à venda para pessoas que buscam economizar a receita de aluguel do edifício e ainda receber lucros sobre o aluguel gerado pela propriedade. A BrickMark comprou a propriedade da RFR Holding GmbH, que retera cerca de 20% das ações da propriedade.

Segundo o CEO da BrickMark, Stephan Rind: "Estamos abrindo novos caminhos para o setor imobiliário.Nunca houve uma transação imobiliária baseada em token dessa magnitude. Estamos implementando o que antes não era mais que um conceito no setor imobiliário.”


Fontes:

Decrypt

Cointelegraph


Blockchain é a habilidade com maior demanda em 2020, segundo o Linkedin


Segundo estudo do Linkedin Learning, a Blockchain será a habilidade mais requisitada para o ano de 2020.

Na pesquisa conduzida pelo Linkedin no ano passado, esta tecnologia não figurava entre as habilidades mais requisitadas, as quais eram - no que compete a tecnologias - já havia cloud computing, analytics, inteligência artificial, etc. Porém, em uma virada surpreendente, a Blockchain e se tornou a líder no ranking de habilidades mais exigidas pelos empregadores em 2020.

Conforme a publicação feita no blog do Linkedin, a empresa acredita que a Blockchain possui imenso potencial para o fornecimento de métodos economicamente eficientes com segurança e descentralizados. O Linkedin também enfatiza a necessidade de recrutadores globais estarem bem informados sobre esta tecnologia:

“A blockchain surgiu do mundo outrora sombrio da criptomoeda para se tornar uma solução de problemas de negócios. O que significa que você não precisa atuar em serviços financeiros para procurar novos contratados com experiência em blockchain. Portanto, os recrutadores devem começar a se familiarizar com o funcionamento da blockchain, quais são seus benefícios percebidos e quem são as pessoas mais adequadas para ajudar sua empresa a explorar o papel dessa tecnologia emergente.”


Fontes:

Linkedin

Cointelegraph

Cointimes

BitcoinNews Brasil


Continue acompanhando semanalmente nossa coluna de notícias e esteja sintonizado com os principais acontecimentos do universo das cryptocurrencies.

0 visualização

© 2019 por Poloni.Trade