• Poloni.Trade

Criptoativos de A a Z

Atualizado: 22 de Nov de 2019

O mundo dos criptoativos é repleto de conceitos, tecnologias e ferramentas para seu pleno funcionamento. Acompanhe este compilado e entenda os principais termos do mundo dos criptoativos em nosso Glossário.

Use CTRL + F para localizar termos específicos.


| A |


Airdrop - processo geralmente utilizado para divulgação de novos tokens, consiste na distribuição gratuita de tokens como uma recompensa para quem possui já é usuário de outro token ou criptomoeda.


Altcoins - criptomoedas descentralizadas com arquitetura peer-to-peer que usam a sua própria blockchain e tem regras próprias de operação.


Altura de bloco (Block Height) - número indicador da posição de um bloco específico dentro do blockchain, pode ser usado como forma de localização de blocos.


Árvore Merkle (Merkel tree) - nome da estrutura que relaciona todas as transações dentro de um bloco, agrupando-as em pares para obtenção de um hash raiz (Root Hash) que serve como identificador único para todas as transações do bloco.


ASIC (Application Specific Integrated Circuit) - em português Circuitos Integrado de Aplicação Específica, é um tipo de circuito orientado para a realização de uma tarefa específica, no caso do Bitcoin, é usado para a mineração.


ASIC Resistant - protocolo implementado dentro de uma criptomoeda que impede a mineração através de ASICS, é comum sua utilização em moedas baseadas em proof-of-work.


Ataque de 51% - tentativa de obtenção de controle de uma criptomoeda tomando 51% ou mais do poder da rede ou das criptomoedas pertencentes à rede.


| B |


Baleia (whale) - termo que se refere a uma pessoa ou grupo que acumula grandes quantidades de uma criptomoeda e movimentam o mercado para o aumento ou diminuição de preços.


Bitcoin - moeda virtual descentralizada criada em 2009 estruturada em arquitetura peer-to-peer (de pessoa para pessoa) e de código aberto, com base em criptografia, tecnologia de Blockchain e sistema de validação proof-of-work(prova de trabalho).


Blockchain - livro razão público que faz o registro de uma transação de moeda virtual, de forma que esse registro seja confiável e imutável. O blockchain registra informações como: a quantia de criptomoedas transacionadas, o remetente e destinatário da transação, a data em que foi realizada e em qual bloco ela está registrada.


Block Explorer - também chamado blockchain browser, consiste em um site ou programa de computador que possibilita a visualização simplificada do blockchain de criptomoedas como o bitcoin.


Bloco Genesis - nome dado ao primeiro bloco do bitcoin, minerado por Satoshi Nakamoto em 03 de janeiro de 2009.


Bloco - elemento essencial da blockchain criado pelos mineradores que permite vincular as transações realizadas em uma rede. Os blocos são criados em intervalos de tempo determinados e ligam transações novas a transações já existentes na cadeia de blocos.


Bloco Órfão - blocos resolvidos corretamente na proof-of-work que por diferentes razões os não são aceitos por consenso pelos nós da rede.


BTC - sigla da unidade monetária do bitcoin.


| C |


Chave Privada - conjunto de caracteres gerados aleatoriamente que têm a função de uma senha única e intransferível. A chave privada é gerada gerada com base em um algoritmo matemático e é sempre acompanhada por uma chave pública.


Chave Pública - é o identificador pessoal baseado na chave privada que permite a geração de endereços para os quais pessoas podem enviar e receber criptomoedas.


Checksum - função hash responsável por detectar mudanças acidentais em uma sequência de dados para proteger a integridade dos mesmos, verificando a não ocorrência de alterações entre a verificação inicial e a transmissão final.


Cold Wallet - wallets de criptomoedas sem conexão direta com a internet.


Criptomoedas - nome dado à todas as moedas digitais que usam a tecnologia blockchain e trabalham com base em arquitetura peer-to-peer. Elas não precisam de bancos para realizar

as transações entre os indivíduos.


| D |


Dapp (Decentralized Application) - do inglês, “aplicação descentralizada” é uma aplicação que funciona em uma rede peer-to-peer descentralizada, de código aberto e que permite a interação direta entre usuários e recursos sem a necessidade de uma autoridade central reguladora.


Dust Transaction - transação realizada com uma pequena quantidade de bitcoins, de baixo valor financeiro, porém ocupa espaço no blockchain.


Descentralização - uma das premissas e objetivos de uma criptomoeda,baseia-se no fato de que usuários determinam o valor de uma moeda e a validade das operações com a mesma sem depender de empresas privadas, estados ou outros órgãos centralizados.


DLT (Distributed Ledger Technology) - termo que se refere a toda a categoria de redes descentralizadas ou sistemas de consenso distribuídos existentes. Sua principal característica é não haver a necessidade de um banco de dados central ou de uma entidade central que toma decisões.


| E |


Endereço Bitcoin - identificador que contém entre 27 e 34 caracteres alfanuméricos, são gerados através das wallets de criptomoedas.


Endereço Vanity - endereço bitcoin personalizado, criado a partir da linha de comando do Vanitygen.


Exchange - plataforma onde criptomoedas podem ser compradas, trocadas ou vendidas. Pode ser centralizada, quando as transações são controladas e intermediadas por uma empresa. Ou descentralizada quando as negociações acontecem diretamente entre os usuários.


| F |


Faucet - websites que fornecem uma pequena fração de criptomoeda para executar uma ação simples, como por exemplo o preenchimento de um captcha Eles foram criados para promover o Bitcoin e qualquer um poderia acessar essa criptomoeda e distribuí-la. Hoje existem faucets de quase qualquer criptomoeda no mercado.


Fork - consiste em uma mudança nas regras de uma criptomoeda que cria duas versões separadas de um mesmo blockchain. Podem ser do tipo Soft Fork ou Hard Fork.


Full node (nó completo) - são os nós que verificam todas as regras de uma criptomoeda.


| G |


GPU (Graphical Processing Unit) - do inglês, Unidade de Processamento Gráfico, consiste em um chip projetado para processar cálculos matemáticos complexos. A GPU foi muito utilizada na mineração de bitcoin, devido ao alto poder de processamento de hashes.


| H |


Halving - Evento que serve para reduzir pela metade a recompensa dos mineiros da Proof-of-Work que operam na rede blockchain. Cada criptomoeda define a cada quantos blocos esse ajuste automático é feito. Em Bitcoin, é a cada 210.000 blocos de minados.


Hard Forks - alteração no protocolo de uma criptomoeda que é incompatível com as versões anteriores. Dessa forma, nós desatualizados da rede não podem processar transações.


Hash - consiste em uma função matemática essencial para as criptomoedas que leva um arquivo e produz um código curto que pode ser usado para identificar esse arquivo.


Hashrate - chamado taxa de hash, indica o poder de processamento de uma rede descentralizada.


Hodl - erro de escrita feito por um usuário do fórum “bitcoin talk” com a palavra "hold" e significa uma resistência à venda de ativos digitais durante uma queda de mercado.


Hot Wallet - wallets de criptomoedas conectadas a internet.

Hybrid PoS/PoW - redes blockchain que combinam proof-of-work com o proof-of-stake para obtenção de consenso na rede.


| I |


Initial Coin Offering (ICO) - em português, Oferta Inicial de Moeda, são tokens comercializados para que startups e desenvolvedores de projetos possam ter capital necessário para iniciar seu negócio.


Input - é o endereço origem/ do remetente de uma transação Bitcoin.


| J |


| K |


| L |


Lightning Network - consiste em canais de pagamento bidirecionais (de pessoa para pessoa) que são registrados em uma rede de transferência paralela à blockchain da Bitcoin, pelos quais as pessoas envolvidas na transação podem realizar micropagamentos em BTC.


Light Wallet - são carteiras para criptomoedas instaladas em equipamentos hardware e que ocupam menos espaço em disco rígido e permitem uma sincronização mais rápida sem precisar ter as informações completas do blockchain para sua utilização.


Locktime - tempo que uma transação Bitcoin leva para que ser adicionada a um hash da Árvore de Merkle para formação do próximo bloco integrante do blockchain.


| M |


Mainnet - É a rede principal rede de uma criptomoeda, na qual ocorrem as transações e seu registro.


Masternode - nós da rede responsáveis por processar transações no blockchain, esses nós recebem uma recompensa quando um bloco é extraído.


Mempool - abreviação da expressão Memory Pool, se trata de um conjunto de transações não confirmadas em um blockchain.


Mineração - forma de produzir unidades de criptomoedas através de algum tipo de processamento que normalmente exige alto poder computacional.


Mining pool - em tradução livre, piscina de mineração, consiste em grupos de pessoas ou empresas privadas que se unem para compartilhar o poder computacional, facilitando o processo de mineração de criptomoedas.


Mixer - serviço que embaralha os inputs e outputs de transações, garantindo maior privacidade aos usuários e dificultando o rastreamento de transações.


Multisignal (multi–assinatura) - tipo de wallets de criptomoedas que exigem mais de uma chave privada para que as transações sejam autorizadas.


| N |


Nó - dispositivo conectado a uma rede de criptomoedas que utiliza um software para a retransmissão de transações realizadas na plataforma a fim de criar uma rede descentralizada.


Nonce - acrônimo para “number that only used once”, em tradução livre, número que é usado apenas uma vez. Se trata de um número arbitrário que só pode ser utilizado uma vez e é vital para verificação dos dados da rede blockchain do Bitcoin.


| O |


Output - Endereço do destinatário de uma transação bitcoin.


| P |


Peer-to-peer - tipo de arquitetura de rede que permite que as transações de criptomoedas sejam realizadas de pessoa para pessoa, ou seja, os usuários da rede são provedores e clientes ao mesmo tempo.


Proof of Stake - traduzido como Prova de Participação, se trata de um sistema de consenso no qual qualquer pessoa com determinada quantidade de tokens pode utilizar suas criptomoedas e validar transações da plataforma por tempo limitado.


Proof of Work - em português prova de trabalho, é o algoritmo de consenso utilizado pela rede do Bitcoin para a validação de transações. Consiste em uma série de problemas matemáticos que visa encontrar uma função hash compatível com um hash raiz em um bloco da Árvore de Merkel.


Pump - termo que se refere a um aumento expressivo e repentino no valor de uma criptomoeda. Podem ser provocados por uma pessoa ou grupo de baleias ou por algum evento importante que expressiva movimentação de mercado de determinada criptomoeda.


| Q |


| R |


Recompensa de bloco (Block Reward) - recebimento de criptomoedas após a validação de uma transação e resolução de um bloco. É uma forma de recompensar o trabalho dos nós na validação de blocos.


| S |


Satoshi - menor divisão possível de um Bitcoin (0.00000001 BTC).


Satoshi Nakamoto - Pseudônimo do criador do Bitcoin.


Soft Fork - consiste em uma mudança no protocolo da criptomoeda compatível com versões anteriores. Assim, nós que não foram atualizados ainda podem processar transações e enviar novos blocos para a blockchain.


Stable Coins - tipo de criptoativos com mais estabilidade que facilita a função como unidade de conta para as criptomoedas.


Stop loss - ordem de venda estabelecida visando limitar a perda do investidor em determinado valor.


SWAP - troca de moedas de uma tecnologia blockchain para outra. Nesse caso, a nova criptomoeda é criada em outra blockchain e as antigas criptomoedas são trocadas pelas novas.


| T |


Taxa de Transação - Também conhecida como transaction fee ou mining fee, é uma pequena taxa necessária para uma transação ser processada pelos mineradores.


Timestamp - O timestamp é um registro de data e hora que é calculado de acordo com diferentes parâmetros e contribui para a verificação de informações na rede.


Token - No mundo das criptomoedas, um token é a representação digital do valor de um ativo (físico ou não). Há uma série de padrões para criá-los e atualmente a rede Ethereum é a que abriga mais de 80% dos tokens existentes.


Trading - Intercâmbio moedas em tempo real para obter lucro.


| U |


UASF (User Activated Soft Fork) - mecanismo que força a execução de um Soft Fork em uma data específica.


UAHF (User Activated Hard Fork) - regras obrigatórias criadas por desenvolvedores que alteram o software do nó e permitem que blocos inválidos possam ser validados novamente sem a necessidade de uma maioria hash para isso.


| V |


Volatilidade - Medida dos movimentos de preços ao longo do tempo para um ativo financeiro, incluindo o bitcoin.


| W |


Wallet - local onde criptomoedas são armazenadas e que permite o acesso à blockchain para a realização das transações. Podem ser Desktop Wallets, Mobile Wallets, Hardware Wallets, Web Wallets, Paper Wallets, Brain Wallets, Multisig Wallets ou SVP Wallets.


Wallet determinista hierárquica (HD Wallet) - carteiras com uma hierarquia determinista que podem ser compartilhadas entre diferentes sistemas. É um tipo de wallet que não gera sua chave pública a partir de uma chave privada, mas por meio de um algoritmo de curva elíptica matemática.


Whitepaper - descrição formal e cientificamente escrita de uma ideia ou projeto, sobre a teoria, aplicações e detalhes técnicos das criptomoedas.


| X |


XBT - código não oficial para representar a unidade monetária do Bitcoin.


| Y |


| Z |


Inspiração: Bit2Me Academy, Foxbit, Guia do Bitcoin, Investtor

Acompanhe nosso blog e descubra mais sobre os principais conceitos e novidades do mundo dos criptoativos.

0 visualização

© 2019 por Poloni.Trade