• Poloni.Trade

Conheça os 4 tipos de Blockchain

Embora relacionemos Blockchain imediatamente a Bitcoin, sabemos que ele possui diversas aplicações tal como área da saúde, cadeia de suprimentos, atividades governamentais, registros imobiliários, entre outros.

Porém, para além de diversos tipos de aplicação, a tecnologia de Blockchain pode ser segmentada de acordo com características particulares que determinados negócios, organizações ou projetos podem atribuir à tecnologia em sua utilização.

Acompanhe o post e conheça os quatro principais tipos de Blockchain.


Tipos de Blockchain


Podemos segmentar o Blockchain em quatro tipos principais: Público, Privado, Consórcio ou Semiprivado.

  • Blockchain Público: é um tipo democrático de blockchain, no qual todos podem ter acesso às transações realizadas. É descentralizado e todos os nós da rede blockchain participam do processo de consenso. Em termos de eficiência, a distribuição das transações demanda bastante tempo e nós da rede para sua conclusão, além disso, as transações nesse tipo de blockchain possuem taxa de transferência mais limitada. Entretanto, é o blockchain que oferece maior segurança e é controlado por todos os usuários, sem exceções.

  • Blockchain Privado: é um blockchain centralizado e controlado por uma única organização. Nesse caso, apenas pessoas autorizadas podem participar do processo de consenso e as transações não necessariamente precisam ser mantidas de forma pública. Logo, é menos seguro que um blockchain público, uma vez que como apenas certas pessoas podem acessar esse blockchain, seria possível (embora pouco provável) a ocorrência de fraudes. É mais eficiente que o blockchain público, pois é distribuído entre poucas pessoas, demandando menos nós e menos tempo para validação das transações.

  • Consórcio de Blockchain: é controlado por um grupo restrito de organizações, as quais são os nós responsáveis pela validação das transações. O direito de acessar as transações pode ser público ou privado, mas apenas pessoas autorizadas podem participar do processo de consenso. É centralizado, sendo ligeiramente menos seguro do que o blockchain público, embora seja mais rápido e eficiente. É o mais recomendado para as empresas.

  • Blockchain Semiprivado: administrado por uma única empresa e só pode ser acessado por usuários que atendam a critérios estabelecidos. Não é descentralizado, sendo mais utilizado para aplicações governamentais ou empresas que trabalham no modelo B2B (negócio para negócio). É gerenciado tal como webapps privados, tem menores riscos de falha e é mais eficiente que um blockchain público. Apenas os nós autorizados podem fazer a validação das transações.


Embora similares em sua essência, cada tipo de tecnologia Blockchain encontra espaço para a utilização de suas particularidades conforme a necessidade de novas empresas ou organizações estruturarem seus projetos, assim como na reestruturação de negócios que busca adaptar-se ao contexto da nova economia digital.


Acompanhe nosso blog e descubra mais sobre os principais conceitos e novidades do mundo dos criptoativos.

0 visualização

© 2019 por Poloni.Trade