© 2019 por Poloni.Trade

  • Poloni.Trade

Conheça 7 altcoins de destaque no mercado

A Bitcoin é a pioneira das criptomoedas e também a mais famosa e com maior valor de mercado atualmente. Sua criação foi o precursor das transações monetárias descentralizadas, seguras e não burocráticas. Essa popularização da Bitcoin foi além de um benefício bastante rentável e prático para investidores amadores ou experientes. Ela se tornou o caminho para o desenvolvimento de diversas outras criptomoedas ao redor do mundo.

Atualmente existem mais de 2100 novas criptomoedas no mercado. Essas novas moedas criptografadas receberam o nome de “altcoins” e vêm ganhando cada vez mais espaço no mercado e atraem um considerável público para si.

Conheça mais sobre algumas das altcoins com maior destaque no mercado.


Ethereum


Representada pela sigla ETH, é a segunda criptomoeda mais valiosa do mercado. O Ethereum é uma plataforma descentralizada que em sua essência, foi criado para ser uma recompensa aos desenvolvedores que se utilizam da plataforma em seus projetos. Além disso, também foca em contratos inteligentes, ou seja, ações realizadas de forma automática quando determinadas “cláusulas” ou ações são cumpridas. O Ethereum, apesar de sua função original ter outro enfoque, acabou se tornando um ativo digital transacionado globalmente em grandes proporções.


Ripple


Além de moeda digital, o Ripple - representado pela sigla XRP - permite que instituições financeiras realizem pagamentos internacionais por um baixo custo e de forma instantânea. O Ripple não pode ser criado através do processo de mineração, mas sim pela venda de XRP e fechamento de acordos corporativos com instituições interessadas em investir na moeda. Outro destaque do Ripple é o fato de ser um sistema de pagamento distribuído no qual outras criptomoedas podem ser transacionadas.


Bitcoin Cash

Identificada pela sigla BCH, esta criptomoeda deriva de uma bifurcação da rede Bitcoin. Apesar de terem o mesmo nome, o Bitcoin Cash utiliza algoritmos diferentes do Bitcoin, tendo também blocos maiores para transações mais rápidas. Elas são consideradas uma versão mais escalável do Bitcoin e também possuem um limite de mineração de 21 milhões de moedas, tal como o Bitcoin.


Litecoin


Criada em 2011 por Charlie Lee, ex-funcionário do Google, a criptomoeda de sigla LTC apresenta as mesmas funcionalidades do Bitcoin, porém possui capacidade maior para gerar blocos. Com isso, a confirmação das transações é muito mais rápida, sendo ideal para transações diárias.


Cardano


De sigla ADA, além de criptomoeda, a Cardano é também uma plataforma para contratos inteligentes. A Cardano é o primeiro projeto que se baseia no conceito do método científico e conta com peer-review acadêmico e verificação formal de software e tem como objetivo ser uma plataforma mais amigável para o usuário e ser mais escalável. Também tem entre seus objetivos como criptomoeda ser uma alternativa de pagamento para pessoas que residem em países com acesso restrito ou nenhum acesso a bancos.


Neo


Criada por Da Hongfei e Erik Zhang em 2014, a Neo (NEO) - cujo nome foi inspirado no personagem do filme Matrix - é popularmente apelidada de “Ethereum da China”. Ela atua de forma similar a Ethereum, trabalhando como uma plataforma contratos inteligentes focada no ramo B2B, ou seja, negociação de serviços entre empresas. A NEO também atua com identidades digitais e tem como objetivo a construção de uma economia inteligente.


EOS


Conhecida pela sigla EOS - tal como o nome do criptoativo - é uma plataforma em blockchain que permite o desenvolvimento de Apps descentralizados (os chamados dApps). Ela é uma concorrente direta do Ethereum, pois além de atuar como um espaço para desenvolvedores trabalharem em seus projetos, ela busca suprir algumas “falhas” do Ethereum. Um grande diferencial entre ambas as criptomoedas é o sistema DPOS utilizado pela EOS. Esse sistema possibilita mais flexibilidade à plataforma, uma vez que atua diretamente com produtores de blocos, os quais podem votar nas mudanças que podem ser feitas em um código individual ou no sistema da EOS como um todo. Dessa forma, bugs no sistema podem ser corrigidos democraticamente e com segurança.


As altcoins, além de serem rentáveis no âmbito econômico, também abarcam outras categorias, tais como contratos inteligentes e identidades digitais. Elas são, portanto, uma das representações mais concretas da nova economia digital, além de serem uma forma mais democrática e segura de resolver problemas cotidianos com mais praticidade e menos burocracias.


Acompanhe nosso blog e descubra mais sobre os principais conceitos e novidades do mundo dos criptoativos.

4,153 visualizações